A Reserva Natural do Sesc São Paulo em Bertioga conclui etapa de diagnóstico do Plano de Manejo

Entre as 589 espécies encontradas, destacam-se o palmito juçara e a caixeta, ambas em estado de vulnerabilidade de extinção, segundo classificação da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais. Também foram observadas quatro espécies de besouros, sendo dois novos registros de ocorrência na Baixada Santista. Em relação às formigas, quatro gêneros que não haviam sido registrados nas áreas de restinga do estado de São Paulo. Também foram encontradas quinze espécies de abelhas registradas pela primeira vez na região de Bertioga. 

Das inúmeras espécies de aves, destacam-se o macuco (quase ameaçada), choquinha-cinzenta (quase ameaçada), araponga (vulnerável) e tiririzinho-do-mato (quase ameaçada). Além disso, foram avistadas quatro espécies de mamíferos de grande e médio porte, entre elas o tamanduá-mirim e o veado catingueiro. Também houve o registro do rato-do-brejo, uma espécie rara.

Boa notícia para todos nós do Cala-boca já morreu que participamos de um pedaço bom dessa história, realizando programas de rádio, na perspectiva da Educomunicação, com jovens de Bertioga para a Rádio Reserva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário