FISL 15!

  Entre os dias 07 e 10 de maio, eu - a Juliana, e eu - Bárbara, junto com a Mariana Manfredi e o Cesar de Lucca, fomos para o 15º Fórum Internacional de Software Livre, na cidade de Porto Alegre - RS. É o segundo FISL que o CBJM participa (leia nossos relatos sobre o FISL13) mas para saber o que é e como foi esse evento, temos que entender/lembrar o que é o Software livre.

   Software livre, segundo a definição criada pela Free Software Foundation é qualquer sistema operacional que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído com algumas restrições. A liberdade de tais diretrizes é central ao conceito, o qual se opõe ao conceito de software proprietário que é vendido almejando lucro. A maneira usual de distribuição de software livre é anexar a este uma licença de software livre e tornar o código fonte do programa disponível.

  Agora vamos ao FISL. Quando chegamos na PUCRS, local onde acontece o evento e conhecemos o Kevin, a Karen, o Fayberson, o Eduardo, a Stefany, o Willian, a Jéssica e a Jenifer. Todos eles participam do CESMAR (Centro Educacional e Social Marista) lá de Porto Alegre e fizeram a cobertura junto com o CBJM.

  No começo do dia, cada um escolheu o que queria ver e com base nas nossas descobertas e curiosidades fizemos dois programas de rádio. Vimos diversas palestras, que iam de temas como “Mapas Coletivos” até “Como navegar anonimamente na internet utilizando o TOR”. As conversas iam de uma linguagem bem técnica até uma compreensível para leigos. Vimos também a palestra do Donizete Soares sobre “Cobertura de eventos na perspectiva da educomunicação”, que contou com a presença de vários professores da rede pública de Porto Alegre.

  A maioria dos meninos não tinha experiência com rádio ao vivo e estavam bem nervosos, mas aos poucos eles foram se soltando e o programa foi bem legal! Os temas do primeiro programa foram: Apresentação do grupo, Mapas Coletivos, Hackers, Passou Mas Não Morreu – que falava sobre os clássicos ainda bem presentes nos nossos cotidianos-. [clique para ouvir!]

  No segundo programa, todos estavam mais tranquilos e deu pra ouvir a voz de todos, mesmo os mais tímidos. Fizemos uma entrevista com o palestrante Gustavo Gus, que respondeu nossas dúvidas sobre segurança na internet. O outro tema foi: "Lei de proibição de celulares na escola", e como sempre, todos tínhamos algo para falar já que é um tema tão próximos de nós. Os âncoras do bloco coletaram algumas opiniões de professores que estavam no FISL e discutimos sobre isso. Apresentamos os programas no espaço da Rádio Software Livre, que diferente de 2012, tinha apenas uma parede de vidro!

  No último dia, fizemos uma roda de conversa sobre o CBJM. Donizete e Mariana conduziram a conversa e começaram perguntando quais as experiências dos participantes com educomunicação. Eles contaram suas dificuldades em trabalhar com educomunicação dentro das escolas e por não conhecerem outros projetos que trabalham com isso, queriam saber como o Cala-boca funciona e pratica educomunicação.

  Foram dias bem produtivos e aumentaram nossas curiosidades sobre o Software Livre e suas relações com a sociedade. Conhecemos pessoas bem legais e que nos ensinaram muitas coisas.


Até o FISL 16! :)

Juliana Martins e Bárbara Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário