Que em 2015, cada dia seja celebrado com a alegria que a Vida merece!

"Esse mundo é farto
O demasiado é o que dificulta
Eu não quero pouco:
só quero tudo
pelo tempo todo
pra todo mundo" 
Água do mar - Celso Viáfora
Gratidão a todos com quem construímos mais um trecho da nossa história
Imagem: http://www.thisiscolossal.com/tags/gifs/page/2/

Reunião de avaliação dos 10 anos de CNIJMA - Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Meio Ambiente é um tema sempre presente na trajetória do Projeto Cala-boca já morreu, desde a década de 1990.

A partir de 2003, ano de realização I Conferência Nacional InfantoJuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA), realizada pelo MEC e Ministério do Meio Ambiente, tivemos a alegria de fazer parte de um processo que, pela primeira vez na história do país, reuniu crianças e adolescentes para participar da elaboração e avaliação de políticas públicas.

De lá para cá, 10 anos se passaram, indicando ser necessário tecer considerações sobre esse período tão precioso para a história da Educação Ambiental Brasileira.

No dia 17 de dezembro/2014, atendendo ao convite de Nilo Diniz, diretor do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, a casa partilhada pelo Cala-boca já morreu serviu para reunir algumas das pessoas que participaram do processo de avaliação dos 10 anos de CNIJMA, do ponto de vista da sociedade civil, especialmente comprometida em colaborar para o aprimoramento e institucionalização da CNIJMA de maneira efetiva.

Rádio Reserva: mais um belo projeto concluído!

Encerramos hoje, dia 16 de dezembro/2014, a Rádio Reserva, oficina que teve como objetivo envolver adolescentes e jovens com o tema RPPN - Reserva Particular do Patrimônio Natural do Sesc Bertioga.
Programas de rádio ao vivo, recheado de entrevistas com moradores, especialistas e equipe Sesc serviram para o grupo compartilhar o que aprendeu, sempre num tom descontraído, alegre, demonstrando que rádio serve mesmo pra gente "saber mais das coisas", parafraseando Darcy Ribeiro.

Maiores informações você encontra aqui no blog da Rádio Reserva.

..."E assim nós vamos indo"...



Dona Ana Postilhane Viana, uma das mais antigas frequentadoras do CCI - Centro de Convivência do  Idoso, do qual o Projeto Cala-boca já morreu se tornou parceiro em 2010, se foi, mas suas palavras de ânimo para que o Coral Acalanto continue cantando permanecem vivas, como podemos ver neste vídeo.

O que adolescente tem a dizer sobre ser menina ou ser menino, sobre aula e professor?

Programa de rádio do dia 29 de novembro de 2014
foto: Sofia Soares

Neste programa que você ouve aqui, o grupo de adolescentes, que todo sábado se reúne na casa Cala-boca já morreu, conversa sobre o filme Tomboy, escola, aula e a escolha de ser professor.

Rádio deve servir pra isso: para aquele que fala ao microfone como uma forma de procurar as melhores palavras para traduzir o que pensa e sente. Para quem ouve, dentre outras coisas, uma possibilidade de ouvir e entender o ponto de vista de gente mais nova falando por si mesma.

Educomunicação - Juventude e Educação Ambiental


Projeto Cala-boca já morreu e Sesc Bertioga, juntos, contribuindo para que um grupo de jovens entenda e se envolva com as questões ligadas à futura RPPN - Reserva Particular do Patrimônio Natural do Sesc Bertioga.

Para saber mais sobre a Rádio Reserva, acesse http://www.radioreserva.org
Acompanhe os programas pelo nosso face: https://www.facebook.com/projetocbjm


Por uma cidade menos cinza

Faz parte da programação do Projeto Cala-boca já morreu oferecer o espaço onde estamos para manifestações culturais da cidade.
Depois de Julli Pop, a primeira ilustradora da nossa proposta, chegou a vez do  Hogar Coletivoformado pelos artistas de rua Evelyn Queiróz (Negahamburguer), Harã Nascimento e Tico Finkenauer fazer o seu mural.
No dia 26 de setembro/2014, vai acontecer, também na casa CCI/ CBJM, a inauguração da arte junto ao lançamento oficial do coletivo. 
A intenção do coletivo é se fortalecerem para que possam “viver” de arte de rua.
Será realizada uma troca: eles pintam o muro, divulgam a ação, e nós cedemos o muro e a casa para o evento.  

+ um aniversário do Cala-boca já morreu

Neste dia 20 de agosto de 2014, completamos 19 anos!

Muitas e intensas são as histórias pessoais e as histórias sociais construídas por esse grupo que vem se envolvendo há 19 anos com um projeto de Educação chamado "Cala-boca já morreu - porque nós também temos o que dizer!"

Gracias a la vida que nos ha dado tanto!


Carinho em forma de bolo que recebemos ontem, no Sesc Bertioga

Cala-boca já morreu no SESC Santo André

De maio a novembro de 2014, no Sesc Santo André, como uma atividade da Exposição "Circo da Gente", parte do Festival Internacional Sesc de Circo, estamos desenvolvendo estas três atividades:
1. Produção coletiva de comunicação, na perspectiva da Educomunicação, por 20  pessoas de diferentes idades.
Esperamos que essa atividade contribua para que os moradores da região passem a participar mais ativamente das propostas culturais oferecidas pela unidade do Sesc Santo André.
2. Gravação de memórias e imaginários sobre circo, com moradores de Santo André e região, profissionais e visitantes da Exposição "Circo da Gente".
Queremos contribuir, dessa maneira, para guardar no tempo as lembranças deixadas, entre outras coisas, pelo contato com a beleza de arquitetura do circo, a magia dos espetáculos, os cheiros e cores das apresentações, o encantamento com os artistas. 
3. Sessão de retratos “A cara do Circo da Gente
À moda antiga, uma vez por mês, gratuitamente, os visitantes da Exposição podem se maquiar, tirar retrato e levar pra casa a sua foto impressa na hora. 
 
  

Um pouco da história da Educomunicação no Brasil





Confira reportagem de Fábio Nepomuceno, aluno do curso de graduação em educomunicação da ECA/USP, realizada com Grácia Lopes Lima, corresponsável pelo Projeto Cala-boca já morreu.


FISL 15!

  Entre os dias 07 e 10 de maio, eu - a Juliana, e eu - Bárbara, junto com a Mariana Manfredi e o Cesar de Lucca, fomos para o 15º Fórum Internacional de Software Livre, na cidade de Porto Alegre - RS. É o segundo FISL que o CBJM participa (leia nossos relatos sobre o FISL13) mas para saber o que é e como foi esse evento, temos que entender/lembrar o que é o Software livre.

   Software livre, segundo a definição criada pela Free Software Foundation é qualquer sistema operacional que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído com algumas restrições. A liberdade de tais diretrizes é central ao conceito, o qual se opõe ao conceito de software proprietário que é vendido almejando lucro. A maneira usual de distribuição de software livre é anexar a este uma licença de software livre e tornar o código fonte do programa disponível.

  Agora vamos ao FISL. Quando chegamos na PUCRS, local onde acontece o evento e conhecemos o Kevin, a Karen, o Fayberson, o Eduardo, a Stefany, o Willian, a Jéssica e a Jenifer. Todos eles participam do CESMAR (Centro Educacional e Social Marista) lá de Porto Alegre e fizeram a cobertura junto com o CBJM.

  No começo do dia, cada um escolheu o que queria ver e com base nas nossas descobertas e curiosidades fizemos dois programas de rádio. Vimos diversas palestras, que iam de temas como “Mapas Coletivos” até “Como navegar anonimamente na internet utilizando o TOR”. As conversas iam de uma linguagem bem técnica até uma compreensível para leigos. Vimos também a palestra do Donizete Soares sobre “Cobertura de eventos na perspectiva da educomunicação”, que contou com a presença de vários professores da rede pública de Porto Alegre.

  A maioria dos meninos não tinha experiência com rádio ao vivo e estavam bem nervosos, mas aos poucos eles foram se soltando e o programa foi bem legal! Os temas do primeiro programa foram: Apresentação do grupo, Mapas Coletivos, Hackers, Passou Mas Não Morreu – que falava sobre os clássicos ainda bem presentes nos nossos cotidianos-. [clique para ouvir!]

  No segundo programa, todos estavam mais tranquilos e deu pra ouvir a voz de todos, mesmo os mais tímidos. Fizemos uma entrevista com o palestrante Gustavo Gus, que respondeu nossas dúvidas sobre segurança na internet. O outro tema foi: "Lei de proibição de celulares na escola", e como sempre, todos tínhamos algo para falar já que é um tema tão próximos de nós. Os âncoras do bloco coletaram algumas opiniões de professores que estavam no FISL e discutimos sobre isso. Apresentamos os programas no espaço da Rádio Software Livre, que diferente de 2012, tinha apenas uma parede de vidro!

  No último dia, fizemos uma roda de conversa sobre o CBJM. Donizete e Mariana conduziram a conversa e começaram perguntando quais as experiências dos participantes com educomunicação. Eles contaram suas dificuldades em trabalhar com educomunicação dentro das escolas e por não conhecerem outros projetos que trabalham com isso, queriam saber como o Cala-boca funciona e pratica educomunicação.

  Foram dias bem produtivos e aumentaram nossas curiosidades sobre o Software Livre e suas relações com a sociedade. Conhecemos pessoas bem legais e que nos ensinaram muitas coisas.


Até o FISL 16! :)

Juliana Martins e Bárbara Miranda

VI Conferência Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade

O Projeto Rádio Ambiente 21, uma realização do SESC São Paulo com co-realização do Projeto Cala-boca já morreu está presente na VI Conferência Internacional de Educação Ambiental e Sustentabilidade "O Melhor de Ambos os Mundos", uma realização da Superintendência de Gestão Ambiental da USP co-realizada com o SESC.

O grupo, composto por onze adolescentes de São Paulo e Bertioga está, desde segunda-feira, dia 12, mergulhando nos temas da conferência e realizando entrevistas com os participantes, palestrantes e equipe organizadora da conferência.

Todos o material produzido está disponível no site www.ambiente21.radio.br. Entrevistas com grandes nomes como Marcos Sorrentino, ambientalista e professor da USP, com os intérpretes que realizam a tradução dos conteúdos para o inglês e o espanhol, a professora universitária marroquina Afaf Mikou, entre outros. Você também encontra no site registros fotográficos de autoria dos adolescentes.

Todos os materiais foram produzidos de forma coletiva por eles, com coordenação da equipe de mediadores do Projeto Cala-boca já morreu. As pautas, perguntas e fotos foram selecionadas pelos próprios adolescentes a partir de seu ponto de vista e curiosidade.

Também pelo site é possível sintonizar os programas que serão transmitidos ao vivo pela internet, realizados pelos adolescentes, na praça central do evento, onde serão discutidos temas como Meio Ambiente na Escola e as atividades realizadas pelo grupo na conferência até agora. O primeiro programa acontece hoje, dia 14/05, às 16h.

www.ambiente21.radio.br


FISL 2015: Liberdade e direito à comunicação




O Projeto Cala-boca já morreu participa, de 07 a 09 de maio de 2014, da 15ª edição do FISL – Fórum Internacional de Software Livre.

Essa é a segunda vez que estaremos presentes no FISL realizando cobertura do evento junto do grupo de adolescentes do CESMAR (Centro Marista de Educação).

A cobertura será feita na perspectiva da educomunicação. Isso significa que não estamos preocupados em gerar a maior quantidade de matérias ou postar conteúdo online o tempo todo.

O objetivo maior da produção coletiva de comunicação feita desse jeito é possibilitar a todos os participantes do grupo a oportunidade de escolher temas de interesse, pesquisar, ouvir palestras, fazer entrevistas e depois partilhar com o público as informações e as reflexões que fizeram sobre os temas que aprenderam.

Do nosso ponto de vista produzir comunicação é, em primeiro lugar, uma oportunidade de aprender mais sobre o mundo, conversar com gente diferente e ampliar as portinhas de conhecimento disponíveis para cada participante. Num segundo momento, partilhar essas descobertas via internet, possibilitando a outras pessoas entrarem em contato com o ponto de vista dos adolescentes que realizaram as atividades de cobertura.

Além de postagens aqui no blog, iremos tirar fotos e fazer programas ao vivo pela Rádio Software Livre. Tudo será publicado aqui e na nossa página no facebook.

Acompanhe, comente e discuta esses temas conosco!

Comunicação é um direito humano e a ferramenta usada para concretizar esse direito colabora para sua total liberdade!

Bora pro FISL!

:)

Para ver nossas fotos, clique aqui!

Eee...estamos chegando com o Circo da gente, no SESC Santo André!

Vêm aí as oficinas "Imaginários do circo da gente". Ainda dá tempo de se inscrever...

Vamos fotografar, fazer entrevistas, tirar retrato e, no fim, fazer uma Mostra bem legal com curadoria e apresentação dos próprios participantes, com todas as coisas bonitas que fizerem durante o tempo da exposição.

Do dia 9 de maio até 28 de novembro, a gente se encontra lá, combinado?

Reforma do nosso quintal

19 e 20 de abril/2014

Concluímos a etapa mais pesada da reforma do nosso quintal: quebrar o piso e jogar o entulho fora. 

Contamos com a participação de algumas pessoas "de fora", como os primos da MM - Mariana Manfredi, Antônio e Thaís, e o Paulinho, irmão do Luna. Além deles estiveram presentes Jef, Luna, Nancy, Sofia, Milena, eu (César), Isis, MM. Donizete e Fernando chegaram mais no final da tarde.


Os próximos passos são preparar o terreno próximo ao deck para a drenagem de água de chuva e preparar a terra do novo canteiro lateral para podermos plantar as coisas.

A Thaís, q é arquiteta e deu uma força para pensarmos o trecho onde faremos a drenagem de água de chuva, irá continuar ajudando nessa função de pensar soluções para nosso espaço.

Teremos nessa semana dois encontros, 4ª e 6ª (dias 23 e 25 de abril), das 14h às 18h, para encaminhar essas demandas. 

Quem puder e quiser chegar tá convidado ;)


Depois disso pensamos em plantar umas árvores frutíferas no canteiro central da Henrique Schaumann, entre as árvores já existentes.

Simbora!

:)

César de Lucca

N'goma Tec


Nos dias 14, 15 e 16 de março, eu - Bárbara e eu - Sofia, junto com a Mariana Kz e a Milena Klinke, participamos de um evento na cidade de São Carlos - SP, que reuniu alguns dos projetos que receberam oficinas (de edição de áudio, vídeo e imagem) do Pontão de Cultura Nós Digitais.

O encontro visava o diálogo sobre o uso de tecnologias livres, e se iniciou com a apresentação da Teia - casa de criação (local onde ocorreu o encontro) e de outros dois projetos que atuam com software livre em diferentes áreas.
No dia seguinte, os  Pontos de Cultura apresentaram a forma de utilização de software livre em suas ações e de que modo essas ferramentas estreitam vínculos e possibilitam a realização de projetos nas áreas da educação, cultura e até na participação social de um lugar.  

Os Projetos Especiais também contaram sobre experiências obtidas nas oficinas e como essas técnicas estão sendo usadas em seus trabalhos. No fim desse dia, aconteceu uma festa bem legal, com musica ao vivo e muita dança!
A última roda de conversas era para a avaliação do evento e troca de conhecimentos, uma roda de afinidades; Mas os temas mais abordados nesse último momento foram as dificuldade nos trâmites entre os Pontos de Cultura e o MINC. O evento foi encerrado com uma apresentação de maracatu feita pelos meninos do Ponto de Cultura Oca, de Carapicuíba - SP.

Bárbara Miranda e Sofia Soares

Programa ao vivo - 22 de março de 2014

Hoje é sábado, dia de oficina permanente de produção coletiva de comunicação na Casa Cala-boca já morreu. A partir das 17h você acompanha, ao vivo, um programa feito inteiramente por crianças e adolescentes, que desta vai tratar do tema "séries de televisão".

A partir de muita conversa, o grupo decidiu descobrir o que diferencia as séries das novelas, como se comporta o público fiel que acompanha compulsivamente os capítulos gravados, como funcionam os grupos solidários de tradução, que sem patrocínio traduzem e publicam legendas pras produções em tempos muito curtos, e outras curiosidades mais.

Acompanhe e participe!

https://www.youtube.com/watch?v=jDcDs3o5rM0&feature=youtu.be
São Paulo, tarde de sábado, 8 de março de 2014


 









 
Visitas de alunos do Jefferson Santana, participante do Cala-boca já morreu desde os 10 anos de idade, hoje professor de filosofia, do jornalista Frederico Guimarães preparando uma matéria sobre Educomunicação, e do Adriano Monteiro de Castro, coordeandor do curso de biologia do Mackenzie, que veio para aprofundar o que o grupo está buscando saber sobre o período de ditadura militar no Brasil, marcaram mais um momento da nossa história.

No meio da tarde, mais uma produção coletiva de programa de rádio, bom de fazer e de ouvir.

Em meio a tudo, risos, conversas e... milho verde

Ô, delícias!!!
Educomunicação e Saúde

Juntar pessoas num mesmo grupo, propor a elas a tarefa de criarem um programa de rádio sobre temas de seu interesse e  ouvir com elas o que gravaram, seguramente, é uma das formas mais eficientes de promover o "esvaziamento de potinhos cheios de coisas entaladas na garganta" e, consequentemente, de saber mais sobre os outros com quem se convive num mesmo espaço...

O resultado do trabalho, calcado nas necessidades de deslocamento de papeis, vivência de relações marcadas pela horizontalidade, de um fazer criativo e autoral, se traduz em alegria e, consequentemente, saúde para todos.

O Projeto Cala-boca já morreu teve a satisfação de realizar no dia 7 de fevereiro/2014, uma oficina de produção coletiva de rádio, na perspectiva da Educomunicação, com dois grupos do Programa Equilíbrio, desenvolvido pelo Departamento e Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, no Centro Esportivo Raul Tabajara (CERT), conhecido como Clube Escola Barra Funda.

Milena Klinque, Mariana Manfredi e César de Lucca foram responsáveis pelo trabalho com adolescentes do Programa e Grácia Lopes Lima, assumiu o grupo formado pela equipe técnica do HC, educadores dos abrigos de onde vêm os jovens e familiares.