Feliz ano novoooo!!!

Estamos aqui para dizer que foi MUITO bom estarmos juntos em 2012. 

E pra dizer também que em 2013 queremos continuar junto, tudo de novo, porque, sabe como é, a gente tem muiiiitas afinidades...!

E viva nóis! E viva tudo! E viva o Chico barrigudo!

Eeee, 2013 beijossss em cada um de vocês!

Comemoração de fim de ano - 2012

   Nesse ano, a comemoração de fim de ano do Cala-boca já morreu foi numa chácara. O lugar é uma delícia, muito verde, piscina e o melhor, companhias muito gostosas!

  Fizemos muita coisa juntos, e isso foi muito bom! Primeiro, fizemos uma escala para dividir os trabalhos, assim, todo mundo cozinhou um pouquinho e ajudou nas arrumações... Além de termos nos divertido muito jogando baralho, conversando, pulando na piscina almoçando uma comidinha maravilhosa e também brincando de “Canibal” (a Sofia descreveu a brincadeira no post a baixo). Aliás, essa foi uma brincadeira nova para todos, brincamos `a noite... uhhhh! Passamos por fortes emoções... foi muuuito legal.




   No domingo, continuamos com a nossa confraternização, pulamos novamente na piscina, comemos um macarrão com molho de tomate caseiro, e tomamos sucos naturais bem diferentes como limão com couve ou melancia com laranja! E tivemos direito a sobremesa: um bolo de chocolate muito bom que a Isis e o Alex fizeram, e aproveitando o gancho, cantamos parabéns para os aniversariantes do mês.
Ê delícia!  Ah! A Laúcia deu aula de capoeira! Foi bem legal!



  O fim de semana foi muito gostoso! Esperamos que todo ano a comemoração de fim de ano seja assim tão alegre, divertida e num espaço tão legal como a chácara! Obrigada a Kz e sua família, por nos permitir passar um final de semana tão bom lá na chácara!   


Bárbara,15 e Milena, 21

Viagem à chácara da kz

Como no ano passado, o dia da viagem estava nublado e com chuva (não muito forte, mas chuva)... Combinamos de nos encontrar no cbjm no dia 15 de dezembro de 2012, às 7:00, para sair de São Paulo às 7:30 e chegar em Vargem Grande Paulista aproximadamente umas 9:00. Ficaríamos de sábado para domingo! Esse ano, conseguimos ir apenas com carros, porque o número de pessoas era menor! Nos dividimos entre eles (os carros) e pegamos a estrada... Foram mais ou menos uns 50 minutos de estrada e uns 15 em uma estradinha de barro...

  Chegamos na chácara já com muuuita vontade de entrar na piscina, mas antes tínhamos de nos dividir entre as tarefas, deixar nossas coisas organizadas e esperar a CHUva passar........ Fizemos uma roda na sala e Isis e Kz falaram sobre onde estávamos, como ficaríamos acomodados nos quartos, o que comeríamos... Então chegou a hora do café da manhã! Tinha pão francês, manteiga, presunto e queijo, leite com chocolate e suco de laranja natural, feito com laranjas docinhas, compradas na feira!!! Estava uma delícia!!!! Depois de um tempinho nós entramos na piscina, com chuvisco e tudo, já estávamos molhados mesmo!!!!! Foi uma delícia! Saímos da piscina, tomamos banho e o grupo do almoço foi preparar a comida.... Aí era a hora do almoço.... E que almoço!!!!!!!!! Tinha arroz, linguiça, maionese e salada de alface e tomate, huuuum!!!! Estava maravilhoso!!!!! Comemos um mousse de limão que também estava perfeito!!! Uns 40 minutos depois nós entramos na piscina de novo! :) Tomamos banho e depois brincamos, conversamos, jogamos baralho... Tudo isso enquanto o bolo de banana assava!!! Tomamos um ótimo lanche da tarde, com direito a bolo e leite purinho! Então ficamos de boa, fazendo o que queríamos... Mas só até a noite..... hahahaha!! Brincamos de canibaaaaaal! A brincadeira é assim: tem um canibal, que está à procura de pessoas jovens e de sangue novo para se alimentar.... todos os participantes ficam escondidos em qualquer canto da casa (não valia do lado de fora, porque estava chovendo) que estava totalmente escura... se o canibal te encontrasse, ele iria falar: Canibaaal, de um jeito bem assustador e você teria que fazer um ruído qualquer, para ele adivinhar quem é você. Se ele adivinhasse você estava fora do jogo e tinha que ir para a cozinha, que era a prisão.... mas se você não estivesse preso e o canibal não estivesse por perto, teria que sair do seu esconderijo e ir procurar um dos adultos do projeto, que lhe fariam uma pergunta. Se você acertasse, eles lhe entregariam uma chave, chave que libertava todos os que estavam presos e lhe dava o direito de ganhar uma pista, que formaria uma pergunta à ser respondida no final, para acabar com o canibaaal! Mas se você errasse, o adulto que te fez a pergunta balançaria a chave e chamaria o canibal pra te pegar.........!!!!! Se você conseguisse uma chave, iria até a cozinha libertar as pessoas e pegar uma pista... então o César e o Felipe que eram carcereiros, deixavam de 3 em 3 saírem para tentar chegar ao nosso QG, que era o lugar em que o canibal não poderia nos pegar e onde nós teríamos que juntar todas as pistas.... Foi muito aterrorizante, mas nós conseguimos pegar todas as pistas e formar a pergunta que era: Liste todas as unidades federativas (e suas capitais) e a região em que se localizam. E graças à Juliana, que tinha decorado o mapa do Brasil inteiro, nós conseguimos derrotar o canibal, que no fim das contas era o Alex!!!! Foi muuuito divertido! Depois disso, para acalmar os nervos, nós tomamos um suco de melancia (natural) que estava bem gostoso! Então fomos dormir, teve gente que dormiu na sala e gente que se dividiu entre os quartos. Dormimos muito bem, com o barulho da chuva, com o silêncio de um lugar sem tantos carros, com os barulinhos de grilos e de sapos!!! Eu fui uma das que acordou mais cedo para ver o jogo do corinthians.... Eu também preparei o café! Depois nós entramos na piscina, saímos, jogamos uno, entramos de novo na piscina, saímos e depois saímos de vez! Almoçamos um macarrão deliciosoo!! Com molho de tomate feito na hora!! Depois tivemos uma ótima aula de capoeira com a Laúcia que é do projeto e que faz aulas de capoeira desde pequena! Ela nos ensinou a gingar, atacar, defender e a dar estrelinha!!! Foi muito legal!!! Depois nós comemos um bolo de chocolate magnífico!!!!! Com barra de chocolate derretido por cima!!!! Estava muuuitíssimo bom!!!!! Então nós fomos arrumar a casa para sair de lá umas 16:30. Cada um arrumou suas coisas e depois foi limpar um canto da casa, já que todos nós usamos juntos a casa! Então pegamos as coisas, entramos nos carros e fomos para São Paulo!!!! FOI MUUITO BOM!!!!! :) :) :)


Quem foi: Alex, Jefferson, Yvson, Rafaela, Pamela, Isabelle, Isadora, Juliana, Laúcia, Milena, Mylena, Fabrício, Bárbara, Mariana Manfredi, Mariana Kz, Jefferson Souza, Fernando, Felipe, Isis, Sofia, César, Tiago, Lívia - todos do projeto Cala - boca já morreu!!

                                                                    Texto: Sofia, 11 anos.

Bazar da Carol de natal!!!




É com grande alegria que chegamos a nossa 5a edição do Bazar da Carol em parceria com o projeto Cala-boca já morreu, que faz um lindo trabalho de educomunicacão, e com o artista mineiro André Assis que emprestou uma de suas personagens para nós.

Se você nunca foi, precisa ir. 

Desta vez teremos algumas novidades...produtos para geração de renda para os participantes do Projeto Trecho 2.8, cafezinho, tarô, roupas infantis de brincar e pijamas que parecem roupa de verdade, além da presença tradicional de musica ao vivo, pinturas JulliPop, Camisetas da Amor Punkk, Toys da Pigly, acessórios da Ffx, delícias da Ligia Barros e muito mais... Basta chegar...

Ahhhh, importante, leve dinheiro ou cheque pois não trabalhamos com cartão!

A entrada é gratis!

Apresentação do Coral Acalanto no Metro Clínicas

No dia 6 de dezembro, sob regência de Anabela da Rocha Leão e acompanhamento de Altair Aureliano de Freitas, o Coral Acalanto, que semanalmente realiza seus ensaios na Casa Cala-boca já morreu, apresentou seu repertório de canções natalinas, ao lado do Coral do Hospital das Clinicas.

Segue o link com a apresentação do Coral Acalanto:

TV Votorantim - experimentando uma sala de eventos

 
A convite dos Professores Teresa Melo e Geraldo de Souza, Grácia Lopes Lima e Dalton Martins participaram do Programa "Diálogos comunitários", da TV Votorantim, em parceria com a UFSCAR/Sorocaba, no dia 7 de dezembro de 2012.
Direito à comunicação foi o tema do dia.  Por esse motivo, Sofia, Bárbara, Mariana Manfredi e Camila Doretto, também participaram do programa, ligando o conteúdo veiculado pela TVV com a sala de bate papo que você vê logo acima (criada pelo Dalton) e a rede social facebook.


Ampliando a visão

A gente se encontra na escadaria do Teatro Municipal, certo pessoal? Certo! Vamos conhecer um pouco da nossa cidade, andando a pé. O que é já aconteceu aqui? O que funciona alí? Desde quando as coisas são assim? O que esse lugar era antes? Quem morava aqui? Por que a história foi mudando? Assim se deu mais um dia de descobertas para uns e de aprofundamento do que já haviam começado a entender para outros...

Cala-boca já morreu encerra mais um de seus trabalhos

O Projeto Rádio Ambiente 21, uma realização do SESC SP e correalização do Projeto Cala-boca Já Morreu, durou 8 meses, mas foi apenas o começo de um lindo trabalho que mostrou o que adolescentes e jovens de 13 a 29 anos são capazes de realizar. Conversar com respeito, olhar com profundidade e seriedade para questões que lhes interessa, questionar se o que pensam é o que realmente pensam, a não se contentar com respostas "preguiçosas" que escutam por aí a todo momento, a repensar relacionamentos, a usar a tecnologia para dizer o que sentem e pensam e um tantão de coisas mais que tenho certeza ter feito muita gente repensar e resignificar muitos aspectos da vida.
Para escutar os programas de rádio feitos ao vivo durante esse processo de 8 meses e conhecer um pouco mais sobre tudo o que rolou, acesse o site www.ambiente21.radio.br 
No vídeo a seguir, alguns momentos dessa história   
 Vídeo e texto de Camila Doretto

SESC Consolação encerra o projeto Rádio Ambiente 21

foto de Victor Adelino - SESC Consolação

Neste dia 31 de outubro de 2012, quarta-feira, o Projeto Cala-boca já morreu, encerra o projeto piloto do Programa Juventudes do SESC SP

Projeto Rádio Ambiente 21 - relatório final



Aqui, na íntegra, o relatório do trabalho que realizamos no Sesc SPaulo, unindo Educomunicação, Juventude e Meio Ambiente.

Sumário
- O projeto: página 6
- Os participantes: p. 9
- Detalhamento das atividades do Projeto: p.18
- Considerações finais: p.53


Educomunicação e questões ambientais

Vai ficando mais evidente que escrever é escrever-se, isto é, é tornar público de que lado se está, assim como falar no rádio é aprender a se responsabilizar pelas próprias palavras. 
E quais são as nossas próprias palavras num tempo marcado por tantas ideias-lixo que tentam nos tornar apenas objetos em favor de valores de mercado, que nos levam a reproduzir um discurso que nos aliena de nós mesmos?
Neste momento em que o Projeto Cala-boca já morreu encerra a fase piloto do Rádio Ambiente 21, partilho com vocês um bate papo antigo, promovido pelo Educarede, que retoma alguns pontos importantes que destacamos sobre Educomunicação no encontro de formação do Programa Juventudes/ SESC SP, no dia 23 de outubro/2012.
Grácia Lopes Lima


SESC Pompeia se despede do Rádio Ambiente 21

Dia 27 de outubro, mais um sábado de encontro do Cala-boca já morreu com Maurício, Tiago, Mayara, Pablo, Thales, Pâmela, Rafaela, Juliana, Ane, Marina, Nancy, Sofia, Yvson, Vitória, Juh Guilherme, Erika.

Foram momentos tão bons, tão intensamente vividos, que o choro do final do dia nem será de tristeza, apenas uma forma de dizer que o projeto piloto do Programa Juventudes do SESC SP foi muito bom.

Nossos agradecimentos `a Walquíria, `a Fernanda e todos os responsáveis pela unidade do SESC Pompeia pelo tempo de convivência

Projeto Rádio Ambiente 21 encerra hoje no SESC Interlagos


Hoje tem festa no SESC Interlagos!



Ao se despedirem do Projeto Cala-boca já morreu, o grupo formado por Thamires, Daniela, Jônatas (o Jhow), Jeferson (o Jef!), Rafaela, Isabelle (a Isa), Henrique (Hicky), Yvson, Gláuber (Binho), Érika, Pâmela, Jaqueline, Angela, Amanda, Bárbara, Milena, Alex, Maria Eduarda (Duda), Letícia (Lelê), Gabi, Maria Karoline e Lígia (Lih) ilustram, mais uma vez, que adolescentes e jovens de 12 a 21 anos podem conviver no mesmo espaço, conseguem se dedicar com seriedade ao estudo de temas atuais, podem fazer uso de tecnologias para rever conceitos e comunicar o que sentem e pensam sobre o que descobrem juntos...

Nossos agradecimentos aos responsáveis pela unidade do SESC Interlagos pela realização desse projeto piloto.

Termina hoje o Projeto Rádio Ambiente 21 no SESC Santo André

Depois de 8 meses, é hora de fechar um ciclo.
Os encontros, marcados pelo uso da palavra cheia de vigor, mais uma vez mostraram que vale a pena estar junto para criar.
Nosso carinho para a Diane, Murilo, Adriana, Carol, Vinícius, Brendon, Samanta, Davi, Jonatan, Jhenifer, Lucas, Luís, Amanda, Mateus, Anderson, Daniel, que estiveram conosco nesse tempo que foi MUITO bom!
Agradecemos a Gabi, o Pedro e todos os responsáveis pela unidade Santo André.

Cala-boca já morreu participa do Encontro técnico Juventudes, no SESC central SP

No dia 23 de outubro de 2012, fomos convidados para apresentar o "Rádio Ambiente 21", projeto piloto do Programa Juventudes do SESC, para representantes técnicos de todas as unidades do estado de São Paulo.

Na parte da manhã, depois da abertura oficial pela gerente da administração central, Maria Alice Nassif, seguida das palavras de Lucy Franco - da GEPSE (gerência de programas socioeducativos), os participantes ouviram o relato da experiência piloto, sob a ótica de jovens e técnicos do SESC Consolação, Interlagos, Pompeia e Santo André, as 4 unidades envolvidas, bem como de representantes do Cala-boca já morreu, instituição corresponsável pela proposta.

Na sequência, Grácia Lopes Lima realizou uma palestra sobre "O que é Educomunicação" Finalizando o dia, sob mediação do Cala-boca já morreu e dos jovens presentes, os técnicos vivenciaram a realização de uma produção coletiva de rádio.

Entrevista com o UWC

No último sábado, 20 de outubro/2012, o estúdio da Rádio Cala-boca já morreu recebeu a visita de Nina Best, Lucas Damasceno, Karl, Isis e Joel. Eles são ex-alunos do UWC - United World Colleges, ou Colégios do Mundo Unido, uma associação sem fins-lucrativos que compreende doze escolas de ensino médio localizadas em 13 países do mundo (Estados Unidos, Itália, Canadá, Índia, Noruega, País de Gales, Venezuela, Suazilândia, Hong Kong, Cingapura, Costa Rica, Bósnia-Herzegóvina e Holanda).

Em cada escola, estudantes e professores de mais de 100 nacionalidades e etnias, representando as mais variadas raças, culturas, nacionalidades, religiões e orientações políticas, convivem em um ambiente desenvolvido com o intuito de promover a paz e a compreensão entre os povos por meio da educação.

A entrevista foi realizada por 20 participantes do Projeto Cala-boca já morreu, com idade entre 07 e 25 anos. A intenção foi possibilitar aos jovens o contato com outras possibilidades de formação, num tempo em que estão definindo o rumo que darão a suas vidas.

As inscrições para o processo de seleção estão abertas até dia 09 de novembro. Mais informações estão disponíveis em www.uwc.org.br

quantas histórias já vivemos...

O tempo passa e, se não tomarmos cuidado, nomes importantes podem ser esquecidos e isso não pode acontecer... Nessas imagens aparecem Isis Lima Soares, Thiago Lolo, Mariana Manfredi, Mariana Kz, Jefferson de Souza Santana, Tiago Santos Luna, Fernando Cabral, Sofia Soares, Laúcia Almeida, Maíra Moraes dos Santos, Vitor Massao, Mayra Lima Soares, Cristina Lopérgolo (representante da parceria com o Ambulatório de Especialidades do Butantã/SP), Sérgio Urquiza (psiquiatra responsável pelas oficinas de vídeo no Centro de Saúde da Vila Dalva/SP), Samuel Barreto e Mário Mantovani (SOS Mata Atlântica), Sérgio Gomes e Ana Luisa Zaniboni/OBORÉ), Marcos Ferreira Santos/ FE/USP,

Replantio e chegada de mais ervas

Oi Amigos,

Segue o que foi desenvolvido em Setembro e início de Outubro de 2012 na horta.

Em Setembro ocorreu o replantio da alfazema, cânfora, erva cidreira, novalgina e orégano para vasos maiores. O replantio da alfazema contou com a ajuda da Conceição, responsável pela faxineira semanal da casa.

No inicio de Outubro, mais duas ervas chegaram na horta: o alecrim e a couve . A couve foi sugestão de um aluno do Programa de Treinamento da Memória, que acontece às sextas-feiras na Casa.

Havendo novidades, coloco aqui no blog

Plantamos um ipê

César, Anne, Guilherme, Juliana, Lúcia, Laúcia, Maurício, Rafaela e Tiaguinho tiraram a tarde pra plantar um pé de ipê que já estava passando da hora de sair do vaso e ir pro chão...

Olha só como foi o processo....Daqui a uns bons anos quem plantou vai dizer pros seus filhos "tá vendo aquela arvinha? Eu plantei, quando era jovem!..." Haha...

Inauguração SESC Sorocaba - com Projeto Rádio Ambiente 21!


Oiiii [: 


Viemos contar pra vocês como foi fazer a cobertura da inauguração do SESC Sorocaba junto com o Projeto Rádio Ambiente 21! 

 
Foram dois dias de inauguração (1 e 2 de setembro de 2012), no primeiro dia, foram as unidades SESC Pompéia e SESC Santo André, e no segundo dia SESC Consolação e SESC Interlagos. Nós do CBJM fomos no primeiro dia.

Saímos de manhã cedinho, junto coma galera do SESC Pompéia. Chegando em Sorocaba conhecemos o nosso estúdio que ficava no espaço Curumim, e tinha super cara de estúdio de rádio! Duas das quatro paredes eram de vidro, tinha um mesa redonda pra gente falar no rádio e banquinhos artesanais feitos com chita, realmente, nossa sala era muito simpática e convidativa.


A programação estava ótima! Tinha muita coisa legal acontecendo ao mesmo tempo. Cada um escolheu duas coisas que mais gostou na programação e para fazermos uma boa cobertura, nos dividimos em grupos de trabalho: entrevista, fotografia e rádio ao vivo. O dia foi bem produtivo, ficamos no ar tarde toda com entradas de quem chegava com novidades (inclusive quem estava no grupo de entrevista e fotografia), quem trazia entrevistados ou pra fazer um bate-papo entre nós. 


Para ver as fotos e entrevistas, clique aqui!


Até mais,
Bárbara Miranda e Jaqueline Soares

Histórico do Projeto da Horta

Oi Pessoal,

Relato aqui o histórico das ações feitas até o momento na nossa Horta e no nosso Jardim. O Projeto da Horta na Casa faz parte de um Curso de formação que realizei em 2011.

Segue o Histórico:
  

Na Horta: 

Agosto-2011
Primeiras conversas sobre quais ervas fariam parte da Horta da Casa.


Setembro-2011
1- Compra das ervas na Vila Maria, Zona Norte de São Paulo- As ervas escolhidas foram: alecrim, alfazema, capim cidreira, hortelã, manjericão e orégano.
2- Início da manutenção da Horta, incluindo regas diárias, adubação e outros cuidados. A manutenção da Horta é feita diariamente até os dias atuais.

Março-2012
1º Replantio das mudas para vasos maiores- mudas replantadas: arruda, capim cidreira, hortelã e manjericão.


Maio-2012
1- 2º Replantio das mudas para vasos maiores- mudas replantadas: arruda, boldo e manjericão.
2-Doação de mais duas ervas para a Casa: a cânfora e a novalgina ou mil folhas.


Junho-2012
Replantio da cânfora e da novalgina.

  

No Jardim:

Fevereiro-2012
1- Planejamento das ações onde ficou definido a manutenção inicial como varrer as folhas secas e conduzir para onde há ausência de folhas, regas diárias, tirar sujeiras, arrumar o deck, adubação.
2- Início da manutenção, como regas diárias, varrer as folhas secas, retirada de matinho dos vasos, adubação. 


Março-2012
Arrumação do deck.


Abril-2012
Retirada do canteiro de folhas secas próximo ao portão de entrada.


Junho- 2012
Retirada do mato do canteiro lateral.


De Julho de 2012 até o momento está ocorrendo diariamente além da manutenção da horta a manutenção do jardim e assim que houver novidades informo aqui no blog.

Mariane

2º. Encontro- Grupo de Treinamento da Memória

O grupo de Treinamento da Memória, além de realizar exercícios de estimulação cognitiva (memória), aproveita a ocasião para desenvolver um dos aspectos importantes desses encontros: a sociabilização.
No último dia 17 aproveitando a reunião, o grupo, comemorou o aniversário de uma das participantes, (Raquel).
Outra ocasião em que os exercícios levaram à sociabilização, foi quando ocorreu a memorização de uma lista de verduras e hortaliças, momento em que ensejou troca de boas receitas e dicas alimentares.

Retorno do Coral Acalanto

Voltaram esse mês, após breve período de recesso, os encontros do grupo Coral Acalanto.
O grupo se reúne todas às quintas entre 16h e 18 h na Casa.

Em breve mais novidades por aqui.

Retorno dos Encontros do grupo de Treinamento da Memória

O grupo de Treinamento da Memória, voltou a se reunir às sextas-feiras, das 10h até 12h para mais um semestre de encontros.

Para esse semestre serão adotados outros livros e novos exercícios foram programados objetivando a estimulação da memória.

Cala-boca já morreu no FISL13!





  Acordamos 4h30 da manhã! Todo mundo animado! Fomos a Porto Alegre participar do FISL13 (Fórum Internacional do Software Livre) e fazer a cobertura do evento em rádio, a convite do Felipe Santos, do CESMAR (Centro Social Marista) de Porto Alegre. 


 O FISL é um evento que promove o encontro de comunidades de Software Livre. Mundialmente reconhecido, o FISL é o resultado do trabalho, da colaboração e do envolvimento de milhares de pessoas que acreditam no software livre e na força da comunidade, no Brasil e fora dele.


 O Projeto Cala-boca já morreu que também partilha da filosofia do software livre, decidiu que participar desse evento seria uma boa oportunidade para conhecermos mais sobre esse tema e também sobre o CESMAR.

O CESMAR  trabalha com educação de crianças e adolescentes, com várias atividades e uma delas é o Polo de formação tecnológica. Uma das ações desse polo é o  recondicionamento/reabilitação de computadores que são descartados por empresas, e depois de recondicionados são destinados a utilização em telecentros de várias cidades do Brasil.


  Dentro do CESMAR a galera criou o Redes Livres que surgiu a partir de uma iniciativa conjunta entre a Associação de Software Livre e o CESMAR através do polo de formação tecnológica. O objetivo do Redes Livres é distribuir portais/sites com Wiki’s, Jogos, Tutoriais e informações para a comunidade onde eles moram sem necessidade de internet. Funciona com o sistema wireless/wi-fi: os vizinhos só precisam de um computador que consiga alcançar a rede.

  
 Bom, já deu pra notar que o pessoal não é pouca coisa né?! Foi muito legal trabalhar com eles! Produzir rádio juntos, foi uma experiência muito boa! Unir as ideias de jovens que moram em lugares tão distantes e que tem experiências e pensamentos diferentes para compartilhar, isso é muito rico! Participar de eventos fazendo cobertura, nos propicia experiências, histórias e memórias.


Bárbara Miranda, 15 anos

Nossa ida ao FISL 13



Maryana, Mylena, Fabrício, Guilherme, Laúcia, Isis (responsável por nós), Sofia e eu fomos a Porto Alegre participar do FISL13 (Fórum Internacional do Software Livre), especialmente, para fazer a cobertura do evento em rádio, a convite do Felipe Santos, das Redes Livre, do CESMAR (Centro Social Marista) de Porto Alegre. 



Diário da viagem

Dia 25 de julho de 2012
Acordamos bem cedo para chegar uma hora antes no aeroporto, eu nem tomei café! Como era a primeira vez de avião de muitos, a ansiedade era bem grande! Fomos em dois táxis, pois estávamos em 9 pessoas, incluindo a Grácia que foi convidada pelo FISL para uma dar uma palestra sobre Educomunicação.

Chegamos no aeroporto e a Isis e a Grácia foram fazer o check - in. Depois do check - in era a hora de embarcar. Entramos no avião, colocamos o cinto e decolamos!!! Não demorou muito e ouvimos a aeromoça dizer que já estávamos em Porto Alegre - RS.

Saímos do avião e pegamos uma van que nos levaria para a PUCRS  (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), o local em que  ocorreria o FISL 13. Lá, encontramos a Mariana Manfredi e o César, que foram para mais um trabalho pelo +Telecentros, um dos projetos em que eles trabalham. 

Fizemos as nossas credenciais que nos permitiram ter acesso ao evento e fomos para uma sala guardar as malas. Depois de nos ajeitar na sala, conhecemos o Felipe Santos, um dos organizadores do FISL e quem nos fez o convite para cobrir o evento. Então chegou um grupo de jovens do CESMAR (Centro Social Marista). Fizemos as apresentações e fomos almoçar.

Depois do almoço nos juntamos em grupinhos de 3 ou 4 pessoas e fomos andar pelo FISL para ver o que estava acontecendo nos Stands. Andamos bastante. Voltamos para a sala e compartilhamos o que a gente viu pelo evento. 

A partir daí, decidimos os assuntos que seriam tratados no programa de rádio do dia seguinte, que seria transmitido pela Rádio Software Livre. É importante ressaltar que a escolha do tema do programa foi feita inteiramente por nós, jovens, que também temos o que dizer.

No final do dia, nos reunimos novamente para fazer as considerações sobre o dia. Depois pegamos uma outra van que nos levaria para a CAJU (Casa da Juventude), onde a gente ficaria hospedado. Jantamos uma comidinha deliciosa e bem quentinha!! Fomos para o quarto, arrumamos as coisas, tomamos banho, descansamos um pouquinho e dormimos!!


Dia 26 de julho de 2012
Tomamos o café da manhã e fomos para a PUC. Voltamos para a mesma sala do dia anterior, guardamos os pertences e fomos andar pelo FISL.

Encontramos o pessoal do CESMAR e fomos almoçar!! 

Depois do almoço, a gente se juntou nos grupinhos e foi entender mais sobre os temas dos blocos. O programa seria às 17:00 horas e 15 minutos. Antes a gente foi pro estúdio. Era um estúdio pequeno, uma sala com paredes de vidro e uma caixa de som do lado de fora, para que as pessoas pudessem ver e ouvir o que estava acontecendo ali. 

O programa foi muito bom, estávamos bem soltos, apesar do nervosismo. Rolou bastante conversa e deu pra entender sobre os assuntos que tínhamos dúvidas.

Depois do programa a gente fez as considerações sobre o dia e vários dos comentários foram do tipo “foi muito bom fazer programa pela primeira vez!!!!”.

Novamente pegamos a van e fomos para a Caju. Jantamos e dormimos.


Dia 27 de julho de 2012
Acordamos com um dia friiiiiio! 

Tomamos um café super corrido, já que era dia de visitar o CESMAR.
Pegamos uma outra van e fomos até o bairro Mário Quintana, na zona Norte de Porto Alegre. Chegamos lá e encontramos o pessoal que fez rádio com a gente no dia anterior. Tomamos um outro lanchinho, mais reforçado, que estava uma delícia! :)

Então, eles nos apresentaram o espaço, que era bem grande!!! Tinha um lago com patos e galinhas. Eles têm até uma horta, e as hortaliças plantadas são usadas no refeitório do CESMAR. Lá parece uma fazenda, com algumas casinhas, que são espaços de oficinas, como: dança, capoeira etc. Há também um telecentro, onde as pessoas da comunidade acessam a internet. 

As oficinas também ocorrem em um galpão, onde tem um Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC). 
Muitas empresas enviam seus computadores antigos pra lá e ao invés de irem parar no lixão, vão para o CRC, onde são desmontados e passam por atualizações para serem utilizados novamente! Depois, eles são embalados e doados para telecentros para o uso das pessoas do bairro.

Conhecemos o trabalho deles no CESMAR e fomos almoçar. 
Depois do almoço, que estava delicioso, nós fomos para a PUC. Novamente, fomos preparar o programa que iríamos apresentar nesse dia, `as 17 horas.

Sofia Soares, 11 anos

Mais detalhes de nossa ida ao FISL 13


Entre crianças e adolescentes, sete fomos representar o projeto Cala-Boca já morreu em Porto Alegre, em um evento de Software Livre. Tudo isso aconteceu entre os dias 25 e 28 e julho.

Na quarta-feira, dia 25 de julho, Bárbara, Fabrício, Guilherme, Laúcia, Maryana, Sofia e eu viajamos para Porto Alegre (para uma grande parte foi a primeira vez que viajaram de avião).

Muito ansiosos, fomos direto do aeroporto para a PUC (local onde aconteceu o FISL 13), com mala e tudo. Bem divertida a hora em que nos apresentaram para um pequeno grupo das Redes Livres/ CESMAR (Centro Social Marista ).

Foi junto com eles que fizemos a cobertura do evento. Nos dividimos em grupos de três para conhecer os stands do FISL e, no final da tarde, já tínhamos bastante informações para o programa de rádio do dia seguinte.

Na quinta-feira, dia 26 de julho, nós saboreamos um delicioso café da manhã na CAJU (Casa da Juventude). Também nesse lugar era onde jantávamos na maioria das vezes.

O nosso programa foi ao ar pela Rádio Software Livre, nesse mesmo dia, `as 17h. Mesmo tendo vinte pessoas dentro de um espaço pequeno, e para a metade do grupo ser a primeira vez a falar numa rádio, conseguimos organizar os blocos e comentar diversos assuntos com tranqüilidade. Eu e minha irmã, Maryana, que temos certa experiência em programas de rádio, podemos afirmar com certeza que todos juntos fizemos um ótimo programa de rádio.

Na sexta-feira, dia 27 de julho, já estávamos habituados tanto com o clima de Porto Alegre como com o grupo do CESMAR para fazer programa de rádio.

Não posso deixar de falar que nesse mesmo dia visitamos o Centro Social Marista. Foi muito bom, pois conhecemos todas as áreas e a maioria dos projetos que lá são oferecidos. Finalizamos o dia no Galpão Criolo, uma churrascaria da zona sul de Porto Alegre. Apesar de cansados, a volta foi bem animada.

Aproveito esse momento para agradecer o senhor Salvador ( motorista do ônibus ) por ter nos levado em vários lugares e ter tido paciência com a nossa cantoria.

No sábado, dia 28 de julho, foi o último dia em Porto Alegre e deixamos esse sábado para conhecer melhor a cidade. Nos despedimos da CAJU e embarcamos em um ônibus especial de turismo que rodou principais bairros e pontos turísticos de Porto Alegre.

O nosso último ponto foi no Mercado Municipal. Nos separamos por um tempo para conhecer melhor lá dentro. No meio do dia voltamos para a PUC e almoçamos por lá mesmo.

Antes da palestra que os meninos do CESMAR iriam fazer no FISL13, a gente visitou o Museu de Ciências com várias exposições e experiências. No final do dia nos despedimos de todos e, principalmente, do Felipe Santos uns dos organizadores do FISL que nos ajudou muito.

Mylena, 14 anos

Cala-boca já morreu apresenta programa ao vivo na Rádio Software Livre

Nos dias 26 e 27 de julho, das 17h às 18h, o Projeto Cala-boca já morreu apresenta um programa ao vivo na Rádio Software Livre, diretamente do 13º FISL. O evento acontece em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e é considerado o mais significativo encontro de comunidades de software livre e cultura na América Latina.

O programa ao vivo é fruto de produção coletiva de comunicação, na perspectiva da educomunicação, e está sendo produzido por um grupo de 20 adolescentes do Projeto Cala-boca já morreu e do Projeto Rede Livre Mário Quintana, do Centro Social Marista.

Ouça agora a Rádio Software Livre e participe da nossa programação.

Grácia Lopes Lima palestra no 13º Fórum Internacional de Software Livre

Grácia Lopes Lima, coordenadora do Projeto Cala-boca já morreu e do Instituto GENS de Educação e Cultura, foi convidada pelo 13º Fórum Internacional de Software Livre para apresentar uma palestra sobre o trabalho que realiza nas áreas de educação e tecnologia.

A apresentação, que tratou do tema Educomunicação, software livre e formação para a autonomia, reuniu aproximadamente 80 pessoas, e gerou inquietações na plateia, especialmente em relação ao papel exercido pelos meios de comunicação no Brasil, a função da escola e da família na formação de pessoas e as diferentes vertentes de educomunicação, que apontam para princípios e práticas muito diferentes entre si.

Os slides utilizados por Grácia estão disponíveis aqui, e licenciados em creative commons, ou seja, podem ser utilizados por terceiros, desde que para fins não comerciais e que seja citada a fonte original.



Oficinas permanentes na Casa Cala-boca já morreu

Todo sábado, das 14h às 18h, acontece os encontros do grupo de crianças e adolescentes do Projeto Cala-boca já morreu. O objetivo é, além de produzir e apresentar um programa inteiramente feito por eles, através da Rádio Cala-boca já morreu, conversar sobre as atividades do projeto, dar os informes sobre os últimos acontecimentos, compartilhar as ações que estão pra acontecer, além de comer junto e brincar. Segue, abaixo, o relato da reunião de produção do último sábado, dia 21 de julho, redigido pelo Tiago Luna:

------

Reunião do grupo de crianças e adolescentes - Projeto Cala-boca já morreu
21 de julho de 2012

Participantes:
Isis, Tiago, Mariana Manfredi, Bruna, Mylena, Fabrício, Bárbara, Jacqueline, Laura, Guilherme, Laúcia, Sofia,
César, Mariana Kz, Donizete, Jefferson

Pauta:
1 - Salesópolis
2- Novidade
3- Encontrão
4- FISL

Síntese das conversas:

1) Salesópolis:
No dia 22 de julho, domingo, vamos visitar o município de Salesópolis, onde nasce o Rio Tietê, junto com o Projeto Rádio Ambiente 21. A ideia é conhecer o lugar, pensar em um roteiro para produzir um programa de rádio, visitar o parque das nascentes, comer e andar junto com pessoal das unidades do SESC. Quem for precisa levar as autorizações assinadas pelos pais, e também o documento original. Vamos fazer trilha, provavelmente em lugar frio, então é importante ir com roupa confortável e quentinha, além de levar um caderno para anotar.

2) Novidade:
A Bruna estudava com a Bárbara e a Milena, e as duas resolveram trazê-la para conhecer o projeto. Ela gosta de comunicação e por isso se interessou em nos visitar. A Bruna sabe fazer rocambole. Bem vinda, Bruna!

3) Encontrão:
Sábado passado foi o terceiro encontrão do projeto Rádio Ambiente 21. Um dos momentos da programação foi de adensamento conceitual, que desta vez tratou do tema Comunicação Social no Brasil, com o Donizete Soares. Depois disso nos dividimos para fazer uma chuva de ideias sobre como a gente quer que seja o Encontro de Juventude e Meio Ambiente (que será inteiramente organizado pelos 80 adolescentes e jovens envolvidos no projeto), e depois fizemos Grupos de Trabalho para preparar o encontro. Estamos usando bastante o facebook para conversar sobre o evento. A Laúcia, que não poder participar do 3º Encontrão, decidiu participar do GT de Cobertura. Abaixo temos algumas das impressões do grupo sobre o evento:
Bárbara - foi bem produtivo. Ficou pensando que a gente podia ter falado com o Donizete ante, para fazer o programa sobre direito a comunicação na Rádio Cala-boca já Morreu, no mês de abril. Sobre organizar o evento, mesmo divido em bastante GTs, é bem difícil, porque são muitas ideias.
Guilherme - a fala do Donizete faz a gente pensar bastante. O trabalho nos grupinhos foi meio parado no começo, mas depois andou.
Mylena - as pessoas nos grupinhos ficaram falando muito de comida. A Mylena comeu batata frita com rostinho feliz pela primeira vez.
Fabrício - no grupinho, as pessoas quiseram falar mais sobre música. Mas em geral, as pessoas ficaram meio quietas. 

O FISL é um encontro de pessoas que estão envolvidas ou querem se envolver com o tema software livre. O evento é organizado pelo Projeto Software Livre Brasil e pela Associação Software Livre.Org, e está em sua 13ª edição.
A Mariana Manfredi e a Isis fizeram a articulação com o Felipe Santos, do Polo de Formação Tecnológica Marista, para viabilizar a ida dos participantes do Cala-boca já morreu, já que eles estão iniciando um projeto de rádio com adolescentes, e gostariam de trocar experiências. Já que recebemos o pagamento do Projeto Rádio Ambiente 21, o grupo decidiu que seria um bom investimento bancar a viagem dos participantes, por se tratar de uma oportunidade muito interessante. 

O critério para definir quais participantes iriam para o Rio Grande do Sul foi envolvimento com as atividades do Cala-boca já morreu, e também tranquilidade para produzir comunicação em rádio, além de ter condições de apresentar o projeto para qualquer pessoa. Assim, foi decidido que irão Laúcia, Sofia, Guilherme, Bárbara, Mariana e Fabrício. O grupo apresentará programas ao vivo nos dias 26 e 27, na Rádio Software Livre, mas o horário ainda não está definido.

O Felipe também conheceu a Grácia em Recife, em um outro evento, e a convidou para dar uma palestra sobre o Cala-boca já morreu e Educomunicação no FISL. Então ela também estará com quem vai a Porto Alegre. :)


Confira algumas fotos dos encontros do grupo na Casa! :)