Grupo 2 - encontro dia 28 de maio

Começamos conversando sobre as imagens e como elas representam aquilo que queremos dizer. Para que servem? Por que será que aparece daquele jeito e não de outro?
E foi nesse ritmo de conversa que o grupo decidiu fazer um vídeo "falando sobre enquadramentos". Nele as crianças procuraram dizer o nome de cada enquadramento e demonstrar também. Vocês poderam assistir o vídeo aí na lateral direita do nosso blogue.
...
Fato é que, quando falamos de assuntos que realmente nos interessam, nos dedicamos ao máximo. Esse esforço e dedicação presenciei hoje. Os meninos preocuraram colocar para fora aquilo que estavam pensando e sentindo sobre o assunto que quiseram gravar durante o tempo que durou nossa oficina.
...
Esse dia foi muito bom de ter vivido. Crianças se vendo como criadoras de idéias...se sentindo motivadas por estarem fazendo o que gostam...que vão e voltam quando querem e que, quando reaparecem,estão inteiras no processo

É por isso que faço o convite para que você assista e compartilhe conosco mais um dos nossos vídeos, que nos deu tanto de trabalho e foi feito com muita dedicação e carinho porque é nosso!
Jefferson

Grupo 3- encontro 28 de maio

Já estamos todos aqui na casa, e hoje teremos caldinho de diversos feijões.

Temos uma visita: o Christian trouxe o Torrado o mascote lá da escola dele, para visitar a casa do cala-boca.

As crianças decidiram  que iniciariam brincando, depois iríam comer caldinho de feijão e por final, gravar um vídeo.

SESC Vila Mariana

Chegamos para mais um dia no SESC Vila Mariana.
Estão presentes todas as cianças do grupo 3 do Cala-boca. Logo inicia a oficina de vídeo "Direito á comunicação", do GENS.
A Gabrielle e a Sofia, novamente, estão circulando pelo SESC realizando entrevistas com os visitantes.
E a pergunta chave delas é: O que você tem vontade de falar que nunca falou para ninguém?

1ª externa do grupo 3: SESC Vila Mariana - 21 maio 2011


Isa , Gabi, Sofia e Dani fizeram entrevistas, enquanto a equipe do GENS realizava oficinas de vídeo com usuários do SESC.



Essa atividade especial tem a intenção de contribuir para que as crianças conheçam outros lugares da cidade, se desinibam "puxando conversa" com pessoas não conhecidas (nada pior do que sentir vergonha diante dos outros), dominem mais a câmera de vídeo,  entre outros aspectos importantes para a formação de gente altiva.

Grupo 1 - Finalização do nosso vídeo

Ai, ai que saudade parece que faz dez anos que eu não posto aqui né! Mais vamos ao que interessa:

A quase um mês que agente vem criando o roteiro do nosso vídeo! Se terminamos? Sim, graças a deus nós conseguimos terminá-lo. Na verdade só terminamos a gravação, pois ainda falta editar!

Hoje nós ficamos revendo a mesma cena milhões de vezes, para reparar nos erros! Entre esse tempo houve uma pequena discussão entre a Madalena e a Laúcia, mais isso já é coisa do passado!

E antes que eu diga tchau , nós estamos fazendo um vídeo de terror que sem querer virou comédia! Rsrsrsrsrsr... O título é " O Anjo Maldito" eu só não conto a história para depois não ficar sem graça!

Agora sim : TCHAU!


Mylena, 13 anos

Dia 27 de maio, na casa CBJM: Seminário "Educomunicação e Design"

A sobremesa depois do creminho dia 14 de maio

BOLO DE CENOURA
Bater no liquidificador:
3 ovos inteiros
1/2 xícara ( de chá) de óleo de girassol ou de milho
1 xícara ( de chá) de açúcar mascavo
3 cenouras médias picadas em rodelas

Bata em uma vasilha:

A mistura feita no liquidificador com 2 xícaras ( de chá) de farinha de trigo. Misturar bastante e colocar 1 colher de sobremesa de canela em pó. Por último, 1 colher de sopa de fermento em pó.
Deixe descansar um pouco. Se precisar, enquanto isso, unte e enfarinhe a fôrma. Depois leve ao forno médio até dourar ( mais ou menos uns 30 minutos) . É legal assá-lo em uma fôrma de pão, aquela compridinha e estreita para deixar o bolo com uma cara mais bonita.

Cobertura:

Pegar uma barra de 200 gramas de chocolate meio amargo e colocar em cima do bolo saído do forno. Depois esparramar. Antes de comer você pode esperar a cobertura endurecer. Irá ficar parecido com um pão de mel. Muiiiiiito GOSTOSO!!!
Sofia, 9 anos

Grupo 2- Bazar bem na hora!


Ontem, dia 14/05/11, nós do grupo 2 do Projeto Cala-boca já morreu- CEU Jaguaré , nos reunimos para mais um dia.
Estiveram presentes na oficina Jovana e Eros
O dia foi muito bom: fizemos um vídeo que buscava esclarecer como funciona uma bazar comunitário.
a Jovana entrevistou a responsável pelo bazar. Já o Eros entrevistou uma consumidora para esclarecer o que se vende em um bazar.
O dia rendeu muita conversa sobre como uma comunidade se articula para criar e realizar eventos e o que realmente interessa para os seus moradores .
Acabamos indo conhecer o subprefeito da Lapa, o Carlos Fernandes, responsável pelo nosso Distrito. Ele nos disse que dia 18 de junho estará no CEU para esclarecer a comunidade sobre o projeto de destinação do nosso lixo.
Nós nos comprometemos de fazer a cobertura do evento, como faz a imprensa, fazendo perguntas e pedindo esclarecimento.
Foi assim que terminamos nossa oficina

grupo 3 - 14/05/2011


A novidade do dia, já que o friozinho começa a dar sua cara, foi começar o período "sopas e cremes" no CBJM. Hurru!

Creme de abóbora 
Quantidade para 9 pessoas:
- 2 abóboras paulistas pequenas
- uma cabecinha pequena de alho
- uma cebola tamanho médio
- sal (pouco)
- azeite

Colocamos água para ferver
Picamos o alho e colocamos num pratinho
Picamos a cebola e colocamos noutro pratinho
Lavamos as abóboras, esfregando com uma buchinha de louça. Enxaguamos beeeeeem
Abrimos as abóboras e tiramos  as sementes
Cortamos as duas abóboras em pequenos pedaços sem tirar a casca


Numa panela, colocamos óleo e esperamos que ele esquentasse beeem. Colocamos o alho para dourar.Daí, colamos a cebola para dourar também. Quando o cheiro maravilhoso se espalhou pela cozinha,  acrescentamos os pedaços de abóbora e a água fervente.

Depois de uns 10 minutos de fervura tudo começou a borbulhar. Tiramos, então,  os pedaços de abóbora para bater no processador de alimento (fica mais cremoso se bater no liquidificador, mas a gente não tinha um na hora). Batemos beeeeeeem e colocamos o creme na panela de novo.

Depois de mais uns 10 minutos de fervura, ficou pronto.
Colocamos um fiozinho de azeite antes de servir (quem quis, colocou mais sobre o seu próprio prato)
HUUUMMMmmmmm!

Ah! As cascas todas serviram  de comida pras minhocas do nosso minhocário

Grupo 3 - 7 de maio 2011

Relembrando acontecimentos durante a semana após nossos encontros no Cala-boca.

Conversando com o Christian:
- Mãe, eu tenho duas casas: o prédio onde moro não é minha casa. A minha casa é a casa da vila e a casa do Cala-boca.

Cris (mãe)

Conversando com a Isabel:
Mãe, eu gostei da casa do cala-boca porque lá é nossa casa de verdade. É um lugar que posso ficar à vontade. Lá eu posso lavar os copos e é muito legal. Eu me sinto mesmo na minha casa lá. Ela também falou para sua vó: eu amo o cala-boca!

Adriana (mãe)