Cala-boca já morreu - porque criança também tem o que dizer: um programa para crianças feito pelas crianças e daí surge toda a diferença é o título do artigo de Sandra Garcia, Jornalista, mestre em Teoria e Ensino da Comunicação, professora no Cesumar –Maringá/PR, apresentado no Intercom - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicaçãode 1998.

No paper, que pode ser baixado aqui, a pesquisadora apresenta um breve histórico do Projeto e apresenta peculiaridades desse tipo de comunicação produzido, coletivamente, por um grupo de crianças, de 7 a 12 anos, numa emissora comunitária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário